segunda-feira, 16 de junho de 2008

Impressão

A conversa se deu hoje, na hora do almoço. Meu irmão chato foi testemunha e me contou. Julguei merecedora de um destaque.

...

Com o cigarro à mão, a morena desabafava com a colega. “É muita pressão na minha vida. Pressão no trabalho, pressão no casamento, pressão na faculdade...”

É verdade, a moça tem razão, e presto minha solidariedade a ela. É muita pressão. Pressão atmosférica, arterial, venosa, osmótica, estática, hidrostática, dinâmica, capilar, de vapor, de degenerescência...

Vivemos marcados sob pressão. Sofremos depressão, opressão, repressão, supressão, compressão, descompressão, contrapressão... O coração petrifica, perdemos a liberdade e a expressão da face.

A desopressão só vem com a morte.

Por isso, moça preciosa e pressionada, não desanime. A vida é mesmo uma panela de pressão.

(texto inexpressivo, disponível para pré-impressão, impressão ou reimpressão, por impressora plana, rotativa, digital ou mesmo comum, daquelas que temos em casa com cartucho recarregável)


10 comentários:

Eduardo disse...

O pior ou melhor de tudo é que sem pressão a gente não sai do chão.

SADY FOLCH DE CARDONA disse...

Boa Eduardo !!

Renato essa foi boa...estamos aprendendo a ouvir os outros...coisas do Gabriel.
Assim quem sabe diminui a pressão para escrever.

Abraços
Sady

camila disse...

Olá querido!!
Adorei este texto,esta tal de pressão realmente é danada,só faltou falar sobre a pressão da sociedade...para termos algo,para sermos algo,para alcançarmos algo,enfim para seguirmos as tais regras...Beijos.Camila

Nelson de Oliveira disse...

Meus amigos nikkeis e minha mulher, que também é nikkei, usam muito a expressão "gambarê!". Às vezes de brincadeira, às vezes a sério. Ela significa "esforce-se!" e é repetida sempre que uma situação precisa ser superada. O japonês pensa: quanto mais esforço melhor. Ou seja, quanto mais pressão melhor. Já o ocidental considera o conforto, o luxo e o ócio qualidades máximas da riqueza. Concordo com o post: vida é pressão, vida é esforço.

Nanete Neves disse...

Gosto do jeito como, mesmo falando de coisas sérias, você sempre faz um enfoque bem humorado. E, tem razão, tem horas que, de tão pressionada, me sinto uma panqueca francesa...rsrs

Olga Vallejo disse...

Interessante como você explorou as palavras! Parece-me que em suas mãos elas só fazem obedecer! Ficou gostoso de ler, leve (despressurizado)e bem-humorado. É muito difícil criticar com humor (é mais fácil criticar com acidez), mas você sabe fazê-lo! Parabéns!

joaofacunha disse...

Sem pressa li seu modo de se expressar,
e você mal sabe o quão preciosa foi sua re-flexão,
pois pressão, ainda que incomoda,
(penso eu, diferente do seu Eduardo)
ajuda a nos manter no chão,
ajuda a nos manter ativos,
e ajuda a fermentar o pão...

Abraços, João F. A. Cunha

ps. Gosto de textos de jornalistas inteligentes, têm sempre uma organização interessante... mas tenho certeza que você ainda pode ir além... continue sempre em frente...

Caio Putz! disse...

É... Pressão vindo de todos os lados, mesmo. Porque você já sabe, né?
Agora acabou!

Petê disse...

A pressão traz ânimo, na minha opinião. Viver solto seria a solução?

Gambarê!

Retrix disse...

Puxa, confesso que não esperava provocar tal reflexão. Foi uma surpresa agradável. Minha idéia original era apenas fazer uma brincadeira com a moça do prédio em que trabalho. Achei engraçada a forma como ela se sentia tão pressionada.